Relatos desinteressantes de uma moça sem interesse...
.Escrevam-me!
100interesse@sapo.pt
.posts recentes

. Curtas festivaleiras

. Será do aquecimento globa...

. Temperamentalidades e pai...

. 1 de Novembro e os nervos...

. Eh… c’um catano!

. Sonhos...

. Uffff...

. Impróprio para cardíacos

. Deolinda

. Mais um aniversário

.arquivos

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

Domingo, 1 de Março de 2009
Curtas festivaleiras

Escolher a melhor canção de sempre dos festivais portugueses? Isso é um tanto vago, não? Os tempos mudam e não se pode pôr tudo no mesmo saco. Aliás, e os critérios? Onde estão e quais são? São à vontade do freguês?

É lógico que um "puto" de 18 anos não vai votar na 'Desfolhada' nem na 'Oração' porque acha piroso, uma seca, música chata e a preto e branco. Não viveu os tempos em questão, não sentiu nada daquilo. Com certeza que não negará que são músicas bonitas, mas estão muito longe... Estava mais que visto que a canção que ia ganhar mais este programa de "encher chouriços" da RTP ia ser uma canção recente.

Embora isso de ser a "melhor de sempre" seja questionável, é verdade que a 'Senhora do Mar' é uma música bonita.

Até vou mais longe: se a canção tivesse sido originalmnte interpretada pela Teresa Radamanto e não pela Vânia Fernandes, a nossa classificação na Eurovisão teria sido melhor...

 

Do festival da canção propriamente dito...

- Não sabia que a Nucha era metaleira...

- Nem que a Romana queria ser fadista...

- Ó Luciana Abreu, filha... eu até gosto do Barack Obama, e até gosto de ti por seres a única concorrente do festival com presença em palco, mas não estavas mesmo a pensar ir para Moscovo com uma música pirosa a dizer "Yes, we can", pois não? Tu consegues melhor, vá...

- Gostei da imitação que o Fernando Pereira fez do Zé Cabra. Melhor era imposível...

(Aquele era o momento de entretenimento do espectáculo, certo? Ou ele também era concorrente?)

- Eu até gostava do Nuno e da Fábia, mas aquela música pimbalhona fez-me chorar de desgosto... "Não demores, quero-te aquecer"??? Estavam no festival da canção ou num concurso para o genérico de um filme de qualidade duvidosa?

 

Flor-de-Lis

Ganharam bem. Foram os melhorzinhos.

A música é bonita, mas o final é pobre.

Têm de trabalhar MUITO a presença em palco, se querem uma classificação minimamente decente na Eurovisão.

E, já agora, os músicos que invistam no guarda-roupa...

 

 

música: Flor-de-Lis - Todas as Ruas do Amor
publicado por 100interesse às 11:55
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
|
Sexta-feira, 16 de Janeiro de 2009
Será do aquecimento global?

 

Dantes tínhamos gajas boas a apresentar o boletim meteorológico…
Agora temos exemplares maravilhosos como o Sr. José Manuel da Costa Teso, vestido de fato preto e laço, como se dali fosse directo para um cocktail no Sheraton…
 
Eu acho que isto é mais uma grave consequência do aquecimento global. Não ponham mão nisto, não…

 

 

sinto-me:
publicado por 100interesse às 17:43
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|
Sexta-feira, 9 de Janeiro de 2009
Temperamentalidades e paixonetas

 

Perdoem-me a ausência prolongada, mas tenho andado sem tempo para escrever…
Aproveito para desejar a todos um excelente 2009.
 
2008 acabou em grande:
No penúltimo dia do ano, o meu carro apaixonou-se por um poste e fez tudo o que pôde para lhe ir dar uns beijos e roçar-se no dito cujo. Ainda tentei impedir, mas a criatura tem vontade própria.
Graças a esta paixão assolapada, vou ficar sem carro durante uma semana e a minha carteira vai ficar 500 euros mais leve.
E ainda há quem diga que os carros não se apaixonam…
Então nesta época de frio, é vê-los agarrados uns aos outros, aos postes, aos rails das auto-estradas… Basta ver os números da operação Natal da GNR. Acham que a culpa é dos condutores?? Nem pensar. São os carros que têm sentimentos ferozes…
 
2009 começou benzinho:
Um dos pneus traseiros da viatura apaixonou-se por qualquer coisa e furou. Eu só me apercebi quando vi um condutor atrás de mim a apitar furiosamente e a fazer gestos apaixonados para a minha pessoa. Com uma única expressão facial, eu disse-lhe que era casada, quase mãe de filhos, e que não podia andar aí a ter aventuras com outros condutores afogueados. 
Ele ultrapassou-me e disse-me que eu tinha um pneu furado. Eu agradeci, mas como não me apetecia parar ali e ser ajudada pelo dito cujo condutor afogueado, que até já tinha parado mais à frente, continuei a marcha decidida a parar pouco depois. O meu amigo afogueado veio outra vez atrás de mim, desta vez para voltar a apitar e, desta vez, insultar-me por eu não ter parado logo. O senhor até devia ter a melhor das intenções, mas eu tenho medo do Car-Jaquim e não me apetecia parar o carro numa subida e em cima de um viaduto para mudar o pneu. Não devia dar muito jeito… digo eu.
Agora vamos lá ver se o pneu tem reparação possível ou se morreu de amores para sempre e me vai alisar ainda mais a carteira.
 
 
Um conselho: não comprem carros temperamentais nem pinga-amores. Comprei este em Setembro e já se apaixonou duas vezes. Se um dia decide casar e ter filhinhos, estou perdida.
sinto-me:
publicado por 100interesse às 12:00
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Terça-feira, 28 de Outubro de 2008
1 de Novembro e os nervos em franja

 

O dia 1 de Novembro é, para mim, um dia de contrastes.
 
Por um lado, é um dia do qual eu gosto bastante porque
- é o oficializar da época de Inverno, que eu adoro;
- é o primeiro dia do ano em que se comem castanhas;
- é feriado (às vezes… este ano não foi, infelizmente).
 
Por outro lado, é dos piores dias que tenho de aguentar porque:
- tenho de gramar com a família e o resto dos conhecidos que aparecem no cemitério para fazerem tudo menos “visitar” e homenagear os entes queridos que já partiram.
 
Que nervos…
Quando tudo o que eu quero é estar sossegada num local onde se deve respeitar a calma e o silêncio, eis que só oiço risos e bocas foleiras de primos e primas, tios e tias, amigos e inimigos, todos a coscuvilhar a vida alheia, a criticar as indumentárias de uns e outros e a fazer verdadeiros concursos para eleger a melhor e a pior campa do cemitério em termos de flores e decoração.
 
 
 
Mas que raio de dia santo é este?
 
 
Ah, ok, já percebi… “Santo” é quem atura isto sem se manifestar!! E eu vou para o céu!
publicado por 100interesse às 17:07
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|
Eh… c’um catano!

 

Foi o que eu pensei hoje quando abri o meu humilde blog e vi que tinha não-sei-quantos comentários ao último post.
Ainda antes de os ler, pensei que teria sido invadida por uma praga de SPAM ou, pior ainda, passou-me pela cabeça que o Primeiro-Ministro tivesse descoberto que andei a sonhar com o Magalhães e decidido mandar todos os membros da equipa ministerial oferecer-me um…
Só depois é que me apercebi de que tinha sido destaque do Sapo.
 
Obrigada Sapinho, por congratulares este espaço com mais um destaque. Não é que este blog tenha interesse para merecer um destaque, eu sei… Mas eu até mereço porque fiquei uma semana inteirinha (Oh desgraça!) sem conseguir aceder a este espaço…
Não sei se foi problema do meu PC ou do Sapo, mas o que é certo é que eu já trepava pelas paredes, sedenta de escrever aqui umas baboseiras…
 
Isto de escrever coisas que não têm interesse nenhum entranha-se e é viciante! Eu estava com uma ressaca que nem queriam imaginar!
 
Obrigada pelos comentários a quem os fez e pela visita a quem por cá passou!
 
 
sinto-me: Batráquia
tags: ,
publicado por 100interesse às 17:07
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|
Segunda-feira, 13 de Outubro de 2008
Sonhos...

Graças ao programa de ontem dos Gato Fedorento, esta noite sonhei que queria ter um Magalhães!! :)

 

sinto-me: Sonolenta
publicado por 100interesse às 10:02
link do post | comentar | ver comentários (13) | favorito
|
Sexta-feira, 10 de Outubro de 2008
Uffff...

 

Vá lá… aquela notícia de há pouco parece que foi mesmo só para assustar.
O Prémio Nobel da Paz foi para Martti Ahtisaari…
 

Ainda bem...

 

Eu já estava a fazer as malas para me mudar para o planeta Marte no caso de terem o desplante de atribuir o prémio ao Bush…

sinto-me:
publicado por 100interesse às 10:35
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Impróprio para cardíacos

 

Todos sabemos que há dias em que as notícias não são nada boas e que nos deprimem. É por isso que prefiro ver a Sic Mulher na hora dos noticiários! Sempre aprendo psicologia com o Dr. Phil!
Mas, hoje, abri a página do Sapo logo pela manhã e quase me dava um colapso cardíaco fulminante.
Ora vejam (mas com cuidado, porque não quero que morram de riso ou de susto):
 
 
 
Quem é que se lembrou do nome do Sr. Bush para Nobel da Paz?
Mas afinal anda tudo maluco ou quê???
 
Se esta criatura algum dia ganha o Prémio Nobel da Paz, eu começo a acreditar a sério no Pai Natal.
 
 
sinto-me:
publicado por 100interesse às 10:06
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Terça-feira, 7 de Outubro de 2008
Deolinda

 

Estou absolutamente rendida! Este fim-de-semana ‘descobri’ a música dos Deolinda! Sei que já vou um tanto atrasada, mas mais vale tarde que nunca, não é?
É uma “canção ao lado”, um estilo diferente e desconcertante, mas a verdade é que também é viciante. A melodia infiltra-se no ouvido para não mais sair e as letras são fantásticas.
Gosto especialmente da Fon Fon Fon! É uma música que, ao contrário do que se possa pensar, diz muito sobre a vida de muita gente.
Quantos amores já se desfizeram graças a uma série de preconceitos instalados na sociedade? Quem diz amores diz outras tantas coisas que não se fazem porque “parece mal” ou “porque os outros podem pensar que…”.
Porque é que a rapariga não há-de amar o rapaz que toca tuba? Porque é que tem de gostar das mesmas músicas que as amigas gostam?
 
Porque é que temos de ser fantoches e marionetas de uma sociedade hipócrita?
 
Esta música é um elogio às personalidades fortes, a quem persevera e se mantém firme nos seus ideais.
 
Fiquei fã. Comprem o CD, porque vale a pena e os ‘Deolindos’ merecem!
 
Já agora, cá vai a letra:
 
Olha a banda filarmónica,
a tocar na minha rua.
Vai na banda o meu amor
a soprar a sua tuba.
Ele já tocou trombone,
clarinete e ferrinhos,
só lhe falta o meu nome
suspirado aos meus ouvidos.

Toda a gente - fon-fon-fon-fon -
só desdizem o que eu digo:
"...Que a tuba - fon-fon-fon-fon -
tem tão pouco romantismo..."
Mas ele toca - fon-fon-fon-fon -
e o meu coração rendido
só responde - fon-fon-fon-fon -
com ternura e carinho.

Os meus pais já me disseram:
“Ó Filha, não sejas louca!
Que as Variações de Goldberg
p'lo Glenn Gould é que são boas!”
Mas a música erudita
não faz grande efeito em mim:
do CCB, gosto da vista;
da Gulbenkian, o jardim.

Toda a gente -fon-fon-fon-fon.
só desdizem o que eu digo:
"... Que a tuba -fon-fon-fon-fon-
tem tão pouco romantismo...”
Mas ele toca - fon-fon-fon -
e cá dentro soam sinos!
No meu peito -fon-fon-fon-fon-
a tuba é que me dá ritmo.

Gozam as minhas amigas
com o meu gosto musical
que a cena é “electroacústica”
e a moda a “experimental”...
E nem me falem do rock,
dos samplers e discotecas,
não entendo o hip-hop,
e o que é top é uma seca!

Toda a gente -fon-fon-fon-fon-
só desdizem o que eu digo:
“... Que a tuba -fon-fon-fon-fon-
tem tão pouco romantismo..."
Mas ele toca -fon-fon-fon-fon-
e, às vezes, não me domino.
Mando todos -fon-fon-fon-fon-
que ele vai é ficar comigo!

Mas ele só toca a tuba
e quando a tuba não toca,
dizem que ele continua;
que em vez de beijar, ele sopra...

Toda a gente - fon-fon-fon.fon -
só desdizem o que eu digo:
“... Que a tuba - fon-fon-fon-fon -
tem tão pouco romantismo...”
Mas ele toca -fon-fon-fon-fon-
e é a fanfarra que eu sigo.
Se o amor é fon fon fon fon
que se lixe o romantismo!
sinto-me:
publicado por 100interesse às 14:08
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|
Segunda-feira, 29 de Setembro de 2008
Mais um aniversário

 

Descobri que hoje se comemora o dia dos solteiros!
É um tanto irónico para mim, porque faz hoje seis anos que eu obriguei o meu marido a pedir-me em namoro!
Vá… não comecem já a pensar mal de mim. Eu não coagi o moço! Ele é que nunca mais se decidia e eu dei um empurrãozinho de forma extremamente subtil:
 
“Ouve lá, quando é que ganhas vergonha e me pedes em namoro??”

 

sinto-me:
música: All you need is love
publicado por 100interesse às 15:44
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|
.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Março 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
.tags

. todas as tags

.links
badge
.Visitas
blogs SAPO
.subscrever feeds